Sorgo granífero: conheça práticas para implantação

Com altos índices de produtividade, sorgo deixa de ser cultura alternativa para entrar de vez no planejamento da lavoura

Por ser uma cultura mais tolerante ao estresse hídrico, o sorgo vem sendo cultivado em algumas regiões em alternância ao milho safrinha. Em um cenário de instabilidade climática, como a vivenciada pelos produtores nas últimas safras, trabalhar com culturas mais rústicas, tem sido fundamental.

Nesse contexto, o sorgo granífero, por sua vez, é uma cultura de porte relativamente baixo, com altura média de até 170 cm. e com uma panícula compacta de grãos. Entre as vantagens de seu cultivo, está a maior tolerância à seca; menor custo de produção; fornecimento de palhada residual; menor incidência de micotoxinas nos grãos e baixo fator de reprodução de nematóides.

Outro fator que está fazendo o sorgo deixar de ser apenas uma cultura alternativa para entrar de vez no planejamento da lavoura são os altos índices de produtividade. O desenvolvimento de novas cultivares e o manejo correto da produção contribuem para os bons resultados.

Considerações para implantação do sorgo granífero

O sorgo possui características xerófilas (raízes largas para que possam retirar água do solo) e bastante tolerância à seca.

Observar condições ideais de solo e temperatura

Resistente a altas temperaturas, se desenvolve, inclusive, em condições consideradas desfavoráveis para o cultivo de outros cereais como o milho.

Semeadura

A semeadura pode ser realizada com as mesmas máquinas e equipamentos utilizados em special soja e milho.

Adubação e nutrição

De acordo com dados do Ministério da Agricultura, a maior exigência do sorgo refere-se ao nitrogênio e potássio, seguindo-se o cálcio, o magnésio e o fósforo. É preciso adubação no sorgo, para que a cultura seguinte não sofra com a não reposição dos nutrientes que o sorgo extraiu.

Controle das plantas daninhas

O manejo integrado para controle de plantas daninhas deve ser feito para evitar reduções na produção de sorgo.

Após a colheita, o sorgo se destaca por resistir bem à etapa de armazenamento, mantendo a qualidade por um longo período.