Novidades

Voltar
Publicado no dia 12/06/2017

Fórum Tecnológico da Soja ampliou os horizontes da pesquisa

Diretores e gerentes da Jotabasso estiveram presentes no evento, no último dia 07

A última etapa da 2ª edição do Fórum Tecnológico da Soja ocorreu no último dia 07, em Maracaju, e contou com a participação de inúmeros representantes da Agropastoril Jotabasso.

 

O objetivo do evento, promovido pela Fundação Meridional, foi trazer informações atualizadas sobre o manejo da soja, bem como apresentar novidades do programa de melhoramento genético.

 

Para o Diretor-Presidente da Fundação Meridional, Raphael Rodrigues Fróes, o circuito de eventos foi uma ótima oportunidade para agricultores e técnicos terem acesso no que há de mais novo na pesquisa agropecuária, além de avaliarem a superioridade genética e produtiva das cultivares BRS. “Entendemos que o aproveitamento foi excelente e registramos um público próximo de 1.200 participantes. Com esta avaliação extremamente positiva, estamos convictos de que a Fundação Meridional ampliou seus horizontes e promoveu a aproximação da pesquisa com o setor produtivo. Com este foco, já estamos preparando o próximo evento!”, concluiu Fróes.

 

A programação desta 2ª edição incluiu dados recentes de pesquisas nas áreas de microbiologia do solo, fitopatologia, qualidade de sementes, genética e melhoramento, colaborando para que os produtores obtenham melhores resultados, a partir do uso de tecnologia de ponta.

 

Um dos temas apresentados foram os benefícios da coinoculação na cultura da soja, demonstrando as vantagens da aplicação de nitrogênio nas lavouras. A inoculação pode representar um ganho médio de 8%, enquanto a coinoculação pode render até 30% a mais em solos arenosos. A pesquisa salienta que a fixação biológica de nitrogênio no solo é um dos pilares da sustentabilidade, sendo que o Brasil é hoje um dos destaques desta técnica, que resulta em alto rendimento, com baixo investimento.

 

O evento também destacou, entre outros tópicos, a importância da qualidade fisiológica da semente e seus reflexos na produtividade. Pesquisadores da Embrapa apresentaram o conceito de que as sementes são a \"matéria-prima da lavoura\" e destacou os excelentes resultados e benefícios em utilizar material de alta qualidade, comparando o desempenho produtivo de sementes com alto e baixo vigor.

(Com informações da assessoria de comunicação da Fundação Meridional)


Fonte:Divulgação Jotabasso