Teste de vigor apresenta ótimos resultados em cultivar Monsoy

Primeiros testes de envelhecimento apresentaram vigor acima de 90%

Entre a colheita da soja e o plantio pelo produtor rural, a Sementes Jotabasso assume, entre tantas outras, mais uma responsabilidade: o armazenamento.

Sementes são seres vivos, sensíveis a inúmeros fatores externos. Para manter a qualidade durante o período de armazenamento, que pode chegar até seis meses, a Sementes Jotabasso realiza periodicamente uma série de testes para garantir que o seu produto alcance a produtividade esperada pelo produtor na sua lavoura.

Atualmente, não existe lei que determine índices mínimos de vigor das sementes. Isso ocorre apenas para a germinação, em que são estabelecidos, no mínimo, 80% de germinação na semente.

Um destes testes é o de envelhecimento acelerado, que avalia o comportamento das sementes submetidas a temperatura e umidade relativa elevadas.

Na última semana, por exemplo, foram realizados testes de envelhecimento da cultivar M6210 IPRO, da Monsoy. Esta cultivar apresentou um resultado excelente, mesmo submetida a condições extremas.

“Expomos a semente da cultivar a 72 horas de envelhecimento acelerado, em temperatura de 41° graus e, mesmo assim, o material apresentou vigor acima de 90%, nas primeiras amostras testadas, afirma Nicolau Martins, laboratorista da Sementes Jotabasso.