Para garantir alta qualidade das sementes, Jotabasso destina apenas 40% de sua melhor produção à comercialização

Seleção de sementes de alto vigor é feita graças à semeadura e colheita divididas em três etapas

A produção de sementes de alta qualidade exige alguns cuidados específicos no planejamento da safra, determinando ações diferentes daquelas praticadas nas lavouras de produtores de soja comum. Dentro das fazendas da Sementes Jotabasso é feito, inclusive, um escalonamento do plantio todos os anos para garantir a obtenção de sementes de alto padrão. Desta forma, apenas 40% das áreas inscritas são convertidas em sementes destinadas à comercialização.

De acordo com engenheiro agrônomo Edmar Lopes Dantas, da unidade de Ponta Porã, isso significa que apenas as sementes do mais alto padrão de qualidade são destinadas à venda, mesmo a semeadura sendo feita em mais de 20 mil hectares, ou seja, na totalidade da área da fazenda.

Organização de plantio

“Nós precisamos de sementes de alto vigor. Então, para assegurarmos que vamos ter material de qualidade, trabalhamos com uma margem bem grande no plantio e na colheita. Ou seja, não plantamos tudo dentro de um período só, mas fazemos um escalonamento de semeadura, sendo que parte do plantio é realizado em setembro, outra parte em outubro e, a última parte, em novembro”, explica Dantas.

O agrônomo ainda detalha que a maior parte das empresas produtoras de sementes colhem e comercializam a totalidade das sementes produzidas na propriedade. “Mas, aí, entram sementes que não tem alta qualidade”, completa. “Às vezes, mesmo escalonando o plantio em três etapas, pode ocorrer menor de 100% de aproveitamento das áreas devido a intempéries climáticas, por isso é importante o plantio fracionado”, considera.

Riscos e ganhos

Como a plantação é uma indústria a céu aberto, está susceptível às intempéries climáticas como sol forte, chuva em excesso ou estresse hídrico. “Por isso é preciso todo esse cuidado especial na hora de obter sementes de qualidade superior. O produtor comum, por exemplo, quer começar a semear quando abre a janela de plantio e plantar tudo até o 1º dia de outubro. Mas em se tratando de sementes, é preciso driblar esses riscos e o escalonamento é uma estratégia”, explica o agrônomo.

Ainda de acordo com Dantas, após colhida, a soja é encaminhada para o sistema de secagem, onde sua umidade é reduzida. A temperatura a qual ela é submetida também é diminuída para uma faixa entre 12º e 15º C. São realizados testes de qualidade na sequência, a soja vai para o beneficiamento, volta para os armazéns climatizados e permanece com qualidade alta até ser plantada.