Cinco dicas valiosas para auxiliar na fertilidade do solo

“Para que o potencial produtivo de solo seja preservado é necessário a adoção de práticas de manejo que não prejudiquem seus atributos físicos, químicos e biológicos”

“Solo que nos dá fartura. Põe na mesa o alimento. Pra tanta gente fartar. Exiges conhecimento. Do homem que traga a terra. Deixando-a no esquecimento...”, o pequeno fragmento do poema Solo Triste, de Goreti Albuquerque, expressa muito bem a importância e a fragilidade de um dos mais importantes recursos naturais, que desempenha papel fundamental na produtividade agrícola.

Para que possamos continuar produzindo e atendendo as necessidades da geração atual e também das futuras gerações, o dia 5 de dezembro foi estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Mundial do Solo, com o objetivo de mobilizar ações em torno do tema.

Segundo os especialistas, para que o potencial produtivo de solo seja preservado é necessário a adoção de práticas de manejo que perturbem o mínimo possível os atributos físicos, químicos e biológicos do solo.

O estado do Mato Grosso do Sul está localizado numa região do Brasil onde há o predomínio de uma estação chuvosa que vai de outubro a abril e de uma estação seca que vai de maio a setembro. Frente às características climáticas predominantes no Mato Grosso do Sul, e considerando que o solo é a base de todo sistema de produção agrícola, o melhor sistema de manejo a ser utilizado, é o sistema de Plantio Direto.

Por ser uma empresa consciente da necessidade da preservação do solo, a Jotabasso Sementes auxilia os produtores e parceiros na conservação e melhoramento do solo.

A empresa tem algumas estratégias visando a preservação do solo. A principal delas é de plantio direto, que vem dando certo. Buscamos uma área 100% coberta com plantas durante o período entre safra, com sucessão de culturas, de forma saudável, protegendo o solo”, explica o engenheiro agrônomo e responsável técnico pela unidade de Rondonópolis, Winicius Menegaz agrônomo.

 

Confira cinco dicas essenciais para auxiliar na conservação e equilíbrio do solo, preparada pelo responsável técnico da

Jotabasso Sementes, Winicius Menegaz:

 

1- Não revolvimento do solo, sendo que o sistema de plantio direto não exige um solo lavrado por arados ou grades;

2 -Solo permanentemente coberto. Tanto no MT quanto MS, se usa o plantio direto, para manter o solo coberto com sucessão de culturas, no caso da Jotabasso, milho e sorgo nas janelas mais propícias, e nas janelas subsequentes com regime hídrico mais desfavorável, entramos com milheto e braquiária;

3 - Curvas de nível. Como nossas áreas não são 100% planas, tem ondulações, fazemos curvas de nível em áreas onduladas, para evitar a erosão; diminui a força das enxurradas e contribui com o escoamento da água, fazendo com que ela se infiltre mais facilmente na terra, evitando deslizamentos;

4 - Correção de perfil de solo: considerar a amostragem de solo em camadas diferentes, no mínimo de 0-20cm e de 20-40cm, visando construir a fertilidade no perfil de solo e maiores patamares de produtividade;

5 - Uso racional dos insumos; na Jotabasso, com agricultura de precisão, usamos taxas variáveis de adubação, medimos onde é preciso aplicar mais ou menos defensivos, em um nível equilibrado, tanto na adubação quanto no manejo de fungicidas e herbicidas.